Arquivo da Categoria ‘Dicas’

Conheça 10 benefícios da Maçã

sábado, 30 de maio de 2015

Um velho ditado diz que comer uma maça, por dia, mantém o médico afastado. A concentração de fibras e vitaminas B, C e E faz desta fruta uma importante aliada na prevenção de doenças. Caso não saiba do poder da maçã, conheça dez benefícios que esta fruta pode trazer.

Diabates: A maçã é rica em pectina, uma fibra que ajuda no controle da glicemia. Recomenda-se o consumo de duas maçãs pequenas diariamente, esta quantidade é suficiente para a dose de pectina necessária.

Colesterol: Pesquisadores da Universidade da Flórida constataram que a fibra pectina também auxilia na redução do mau colesterol ao formar uma fibra na parede intestinal impedindo a absorção do colesterol e de outras gorduras. O estudo foi realizado com 160 mulheres entre 45 e 65 anos de idade.

AVC: Frutas com a polpa branca, como maçã e pera, podem reduzir o risco de uma pessoa sofrer um acidente vascular cerebral (AVC). Esta é a conclusão de um estudo feito pela Universidade de Wageningen, na Holanda, em que foram acompanhadas 20.069 pessoas, entre as idades de 20 e 65 anos. A pesquisa levou dez anos para ser desenvolvida. Após este período, os pesquisadores viram que as pessoas que mais comiam alimentos de polpa branca de frutas e legumes tinham 52% menos chances de ter um AVC. Apesar de deixarem claro que é preciso ter mais estudos para confirmar as descobertas, os estudiosos afirmam que o consumo de uma maçã por dia, reduz o risco em cerca de 40%.

Problemas respiratórios: A maçã possui antioxidantes que ajudam a melhorar a capacidade respiratória e ainda protegem os pulmões. Uma pesquisa feita pela Universidade de Nottingham, Inglaterra, mostrou que as pessoas que comem cinco maçãs ou mais por semana têm menos problemas respiratórios, incluindo asma. A maçã também possui uma propriedade adstringente que auxilia a garganta e as cordas vocais.

Doenças estomacais: A maçã possui agentes cicatrizantes que ajudam os que sofrem de problemas como azia, gastrite e úlceras, além de auxiliar no funcionamento intestinal. Esta fruta age de forma benéfica na mucosa do sistema digestivo. Quem tem problemas de má cicatrização, equimoses e sangramento das gengivas também pode melhorar este quadro comendo maçã.

Prevenção de cárie dentária: Esta infecção é causada por causa de bactérias e o sumo das maçãs têm propriedades que podem matar até 80% destes germes. Por isso, alguns dentistas recomendam oferecer maçãs para as crianças que comem muitos doces, pois a fruta ajuda a proteger a superfície dos dentes e gengivas.

Cérebro: Devido às vitaminas do complexo B, a fruta também ajuda na prevenção de todo o sistema nervoso. Isso se dá por ela ser uma ótima fonte de nutrientes, sendo rica em vitamina C e ácido fosfórico.  Desta forma, a maçã ajuda a evitaar doenças neurodegenerativas, como Alzheimer e Parkinson.

Câncer e envelhecimento: Por ser rica em taninos e flavonóides, que são fitonutrientes que agem como antioxidantes, adstringentes e antiinflamatórios, a fruta ajuda na prevenção do envelhecimento precoce. Os flavonoides também auxiliam em doenças cardiovasculares. Além disso, a maçã possui componentes que ajudam na prevenção do câncer de cólon, de próstata e de mama.

Saciedade: As maçãs são muito recomendadas aos que querem começar uma dieta. Isso porque a fruta possui fibras que ajudam a dar a sensação de saciedade. A casca, por exemplo, possui fibras insolúveis que não são digeridas e, por isso, ficam no estômago por mais tempo. Ela também tem o poder de reduzir a vontade de comer doces e chocolates.

Vitaminas: Não é possível falar de todos os benefícios da maçã, que são inúmeros. Mas, em resumo, por ela ter vitaminas B1, B2, B3, a fruta auxilia no controle do crescimento, ajuda a evitar problemas de pele, evita a queda de cabelo e ainda regula o organismo.

 

Fonte: ciclovivo.com.br

4 motivos para não esquecer de passar o fio dental

sexta-feira, 19 de julho de 2013

1. Boca banguela

Tudo começa com o bafo de onça: a escova não alcança o espaço entre os dentes e a sujeira vai se acumulando. As gengivas ficam avermelhadas e mais sensíveis. O problema pode evoluir para uma periodontite e até mesmo levar à queda dos dentes.

 

2. Não dá para esquecer

Uma higiene precária do local aumenta em 65% o risco de liberação de diversas substâncias inflamatórias no cérebro. Isso significa que, ao longo dos anos, a falta de cuidados na limpeza bucal mata os neurônios e apaga as memórias.

 

3. Perigo cardíaco

Os micróbios perfuram os dentes até chegarem à raiz. Uma vez lá, esses seres microscópicos têm acesso ao sistema circulatório. Quando caem no sangue, eles viajam ao coração e trazem sérios problemas para o órgão, que pode até parar de bater.

 

4. Relações inesperadas

A doença periodontal, causada pelo acúmulo de detritos, influencia os níveis de colesterol, glicose, triglicérides e a contagem de glóbulos brancos na circulação. Quanto mais suja a boca, maiores as chances de alterações nesses indicadores de saúde.

 

Fonte: mdemulher.com.br

Azia: O que fazer para aliviar o fogo no estômago

terça-feira, 16 de julho de 2013

 

Pense na sensação depois de comer uma comida bem gordurosa, acompanhada daquela cervejinha, tudo isso seguido de uma soneca. Essa é a receita para ter azia, mal que aflige 12% da população ao menos uma vez por semana. “A queimação que sobe do estômago até a garganta surge quando uma válvula do esôfago (‘tubo’ que liga a boca ao estômago) não funciona bem”, explica o médico Luiz Abrahão Júnior, da Federação Brasileira de Gastroenterologia. Se o desconforto for frequente, pode ser sinal de outro problema, de nome complicado, cada vez mais comum: doença do refluxo gastroesofágico (DRGE). “Além da azia, há regurgitação (sensação de que vai vomitar)”, diz.

 

(mais…)

Como combater a caspa

quarta-feira, 3 de abril de 2013

Como combater a caspa

A caspa não tem cura definitiva, contudo o uso contínuo de um xampu anticaspa pode apresentar bons resultados no combate da caspa, reduzindo-a quase zero e evitando o reaparecimento da mesma. A caspa é responsável pelo enfraquecimento dos fios, pode causar coceira e até mesmo a queda de cabelo.

Tome cuidado quando se trata de escolher um xampu anticaspa. Cada pessoa possui um couro cabeludo com características específicas, existem xampus com substâncias químicas que podem até lesar os cabelos, caso usados erroneamente. Consulte um dermatologista, ele irá receitar um xampu mais adequado ao seu problema.

Os principais xampus e cremes anticaspa tem sua composição baseada no cetoconazol. Entretanto, outras substâncias como o ácido alfa-hidróxido, o sulfeto de selênio, a piritiona de zinco e o alcatrão de carvão provaram-se eficientes no tratamento da caspa.
(mais…)